Abertura do São João de Caruaru leva multidão às ruas

 

Foto: Janaína Pepeu

De Orquestra de Pífanos à Mano Walter – forró mostra toda a sua diversidade no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga

Foi dada a partida no Maior e Melhor São João do Mundo. Caruaru abriu os braços para compartilhar com todos a alegria característica do período junino. Este ano a festa conta com 24 polos de animação espalhados por toda a cidade, cada um com uma proposta diferente. Mas um dos mais aguardados é mesmo o Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, ou simplesmente Pátio do Forró, como também é conhecido.

Esta noite de abertura está sendo uma mais expressivas dos últimos anos, em relação número de pessoas presentes. Os shows realizados esta noite dão uma amostra da diversidade que vai marcar este ciclo junino, que busca se atualizar, mantendo um pé firme na tradição.

A Orquestra de Pífanos de Caruaru & Maestro Mozart Veira, com seus 120 integrantes, encontrou espaço no seu repertório para prestar diversas homenagens, entre elas, aos 40 anos de carreira de Elba Ramalho. Primeira atração da noite, apresentou composições de caruaruenses como Carlos Fernando, Lídio Cavalcanti e Onildo Almeida.

O já tradicional show da cantora Elba Ramalho foi a segunda atração da noite. A paraibana colocou o público para pular ao som de clássicos do forró e do frevo. Uma participa mais uma vez da abertura do ciclo junino de Caruaru. A paraibana mostrou o excelente resultado das aulas de dança e aquecimento vocal feitas durante o preparação para a maratona de shows juninos que se inicia hoje.

A noite encerrou com um show do cantor Mano Walter. O vaqueiro que conquistou o Brasil esteve pelo terceiro ano consecutivo no São João de Caruaru e foi o responsável por um dos grandes momentos da noite, uma homenagem ao cantor Gabriel Diniz, que morreu precocemente na última segunda-feira, 27 de maio.

Bastante eclético, Mano Walter apresentou o forró em diferentes facetas: forró romântico, forró de vaquejada e forró estilizado.