Mais de 3 milhões de pessoas passaram pelo São João de Caruaru

(Foto: Seic)

Durante os mais de 30 dias de festa do ciclo junino de Caruaru, cerca de 3,2 milhões de pessoas passaram pela cidade, segundo dados do Centro de Monitoramento e Gestão de Eventos (CIMGE) municipal, que conta com o apoio dos órgãos de segurança.

Iniciando a festa no dia 18 de maio, com o São João na Roça em Itaúna, Caruaru honrou o título de Maior e Melhor São João do Mundo e preencheu o mês de junho com manifestações populares, variadas expressões culturais e muitos shows nos 24 polos de animação espalhados na cidade e na zona rural, cada um com uma proposta única. Foram registradas 815 apresentações artísticas e mais de 500 artistas contratados, 65% deles caruaruenses, reforçando o compromisso da gestão com os artistas filhos da terra. Além do disso, 82% dos artistas contratados foram habilitados pelo edital do São João.

Pelo Pátio de Eventos Luiz Gonzaga passaram nomes como Alceu Valença, Zé Neto e Cristiano, Azulão, Alok, Fagner, Bell Marques, Elba Ramalho, entre outros. O local chegou a receber aproximadamente 100 mil pessoas nas principais datas da festa, entre elas o Dia dos Namorados, que trouxe Marília Mendonça pela primeira vez na programação oficial da festa. Já no Polo Azulão, Siba e a Fuloresta, Mariana Aydar e Almério fizeram parte da programação, que pela primeira vez incluiu uma noite “alternabrega” no calendário, levando Banda Kitara e Faringes da Paixão para a população.

Outra novidade deste ano foi o aumento no número de comunidades atendidas pelo São João na Roça, uma iniciativa itinerante, que visita localidades da zona rural realizando shows e atividades juninas. Essa ação, iniciada em 2017, aumenta progressivamente o número de vilas e povoados atendidos, este ano foram 12. Além de beneficiar a população das comunidades, que muitas vezes enfrentam dificuldades ao vir para a cidade, levando cultura e lazer, o São João na Roça é a opção perfeita para os visitantes que buscam uma experiência de imersão no que era o São João de décadas atrás, num cenário real do agreste nordestino.

As chamadas “Comidas Gigantes” também estiveram presentes, contribuindo para a atmosfera mágica do ciclo junino. Este ano mais de 40 participaram das festividades. Bolo de milho, cuscuz, tapioca, bolo barra-branca, canjica… – a lista segue. Foram dezenas de opções que exploraram o melhor da gastronomia típica do período.

Essa é a conclusão da experiência ímpar que Caruaru ofereceu aos turistas durante todo o mês de junho. Foram mais de 30 dias de arrasta pé e alegria, numa programação que pode ser considerada um presente para quem é apaixonado pela cultura nordestina. Ações voltadas para o público infantil, festas na zona rural, comidas gigantes, rodas de conversa sobre forró, exibição de documentários, festival de quadrilhas juninas e grandes shows são algumas das atividades que animaram o público durante o mês inteiro de festa.

Para 2020, algumas atrações já foram confirmadas: Zé Neto e Cristiano, Alok, Marília Mendonça, Xand Avião  e Elba Ramalho. A descentralização será mantida e deve ser ampliada. O artista J.Borges continuará assinando a identidade do São João.

Alguns dados da festa
_CIMGE – do Centro de Monitoramento e Gestão de Eventos_
75 câmeras de videomonitoramento (24h) e mais de 3.500 atendimentos
_DESTRA_
Mais de 40 mil abordagens de educação no trânsito
14 ativações da unidade móvel da Guarda Municipal de Caruaru
10 câmeras por polo na zona rural
_VIGILÂNCIA SANITÁRIA_
2 mil inspeções
_PROCON_
200 fiscalizações
134 orientações
_SESP – Secretaria de Serviços Públicos _
16 toneladas de vidro recolhidos
640 toneladas de lixo recolhidos
580 pontos de iluminação reforçados
_SAÚDE_
Mais de 1.600 atendimentos
_SDSDH – Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos_
Mais de 7 mil crianças identificadas com pulseiras
160 crianças acolhidas no espaço de proteção
_SPM – Secretaria de Políticas para Mulheres_
Mais de 500 atendimentos na Casa da Mulher na Estação Ferroviária
Mais de 60 acolhimentos no Espaço da Mulher no pátio de eventos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *